Discurso - "Não podemos aumentar mais impostos, mas diminuir as despesas do Estado"

 

O SR. MISAEL VARELLA (DEM-MG) PRONUNCIA O SEGUINTE DISCURSO:

 

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o brasileiro começa a se preocupar com o dragão da inflação que o ameaça não importa onde, no trabalho, em casa junto aos seus, à noite... A forte alta da energia elétrica fez com que passasse a ameaçar ainda mais de perto, ao responder por mais da metade do índice de 1,32% em março, o maior em 12 anos.


O aumento da conta de luz, que no Brasil foi, em média, de 22,08%, teve impacto de 0,71 ponto percentual, sendo responsável por 53,79% do IPCA. A inflação do mês passado é a mais alta desde fevereiro de 2003 (1,57%) e a maior para março em 20 anos. 


Com a ilustração de um enorme dragão ligado na tomada, o jornal Estado de Minas mostrou que a tarifa elétrica subiu 23,61% só em março. A inflação medida pelo IBGE em Belo Horizontevariou 1,48%, ficando acima da nacional. No índice divulgado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis (Ipead), a elevação de preços na capital foi de 1,25%.


E continua o jornal: Da cebola ao corte de cabelo. Do pão francês à calça jeans. Se antes a alimentação era a grande vilã da inflação, o mês de março virou a mesa e mostra agora que, com a alta expressiva nas tarifas de energia no país - aumento médio de 22,08% -, o dragão atacou para todos os lados. 


Comer, morar e se locomover no Brasil está mais caro. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatístico - (IBGE) e divulgado no dia 8 p.p, passou de 1,22% em fevereiro para 1,32% em março - a maior taxa desde fevereiro de 2003 (1,57%) e a maior alta para o mês desde 1995 (1,55%). 


"O percentual é considerado, por especialistas, atípico para o período e preocupante, uma vez que a inflação dispersou em 74% dos itens pesquisados, representando um risco de uma taxa de juros cada vez mais alta. No ano, a alta foi de 2,83% e no acumulado em 12 meses, o percentual foi 8,13% - também a maior taxa desde 2003 e bem acima do teto da meta de 6,5%, do governo federal."


Sr. Presidente, tudo encareceu demais. Nada diminui de preço, observou a dona de casa Maria Ângela Aparecida. Ela se confessa pessimista com o futuro: "O meu medo éonde isso vai parar". De fato, não podemos aumentar mais impostos, mas diminuir as despesas do Estado.


Tenho dito.

Please reload

Destaque

15º deputado federal mais votado do país, Misael Varella é o campeão entre os estreantes em Minas

December 25, 2014

1/3
Please reload

Notícias Recentes

February 19, 2020

Please reload

Deputado Federal Misael Varella - 2019/2022