Discurso - "O Congresso não pode se distanciar das aspirações populares"


O SR. MISAEL VARELLA (DEM-MG) pronuncia o seguinte discurso:

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados,

O Congresso Nacional não pode se distanciar das aspirações populares. Causa espanto o pequeno debate sobre as manifestações populares do dia 15 de março, que foram as maiores de nossa história. Milhares de cartazes cheios de criatividade, muitos escritos à mão, revelavam a insatisfação de um país que sente que sua vida piora a cada dia. Que nos devolvam o Brasil, rezava um cartaz. Outros destacavam: Não somos a elite. Não somos de direita. Somos o Brasil.

Conforme o correspondente Juan Arias do jornal El País: "Convocado pelo novo poder das redes sociais, o Brasil foi em massa – surpreendendo a muitos – para as ruas em todo país. A variedade das manifestações, em todas as cidades, desmentiu as aves de mau agouro da véspera. O Brasil os desmentiu redondamente. Diziam que era o país do caviar, o dos ricos, o que sairia à rua para exigir a cabeça de Dilma. Não foi. Foi o Brasil plural, foi o Brasil mestiço, o que saiu à rua sem ideologias nem classes. Desfilaram juntas famílias inteiras com seus filhos; casais de namorados de mãos dadas, idosos, muitos jovens e até grávidas felizes. Trabalhadores lado a lado com empresários".

As manifestações foram ordeiras e pacíficas. "Cuidado com os pacatos!" Já alertava Plinio Corrêa de Oliveira, pois não se pode ignorar o feitio conservador do povo brasileiro, que écordato e avesso à carranca. Quem fizertábula rasaficará descolado da opinião pública.

E o Brasil de hoje quer absolutamente pacatez. "Quem ganhará: a direita? o centro? a esquerda? — Ganharáquem conhecer as verdadeiras fibras da alma brasileira e souber entrar em diálogo pacato com essas fibras. Seja governo, seja oposição, pouco importa. A influência será de quem saiba fazer isto.

Tenho dito.


Destaque
Notícias Recentes

Deputado Federal Misael Varella - 2019/2022